Publicado primeiro no Brasil em 1961, Minha Cruzada Pró-Portugal, de Henrique Galvão, só foi publicado posteriormente em terras lusas sob o título Assalto ao Santa Maria. A obra conta a história do sequestro do luxuoso paquete Santa Maria, pelo Capitão Galvão, o próprio autor, a 23 de Janeiro de 1961. O objectivo era chamar a atenção do mundo para a longa ditadura portuguesa e denunciar o regime ditatorial franquista de Espanha. "Na primeira parte deste livro faz-se um relato da história política do regime. A segunda parte é o relato da operação. Em ambas se insulta fortemente o governo, as instituições em geral e muitas pessoas", lê-se no relatório que proíbe a circulação do livro.