O indicador do nível de gasolina avariado, a ansiedade e o humor… Os jovens Rex e Saskia, que se dirigem ao Sul de França, param numa estação de serviço para reabastecer.
Fazem as pazes assim que estacionam e Rex enterra duas moedas perto de uma vedação como sinal do seu amor. Saskia vai comprar bebidas e desaparece.
Oito anos mais tarde, Rex ainda vive obcecado por ela. E um dia vê escrito no pó de um carro amarelo estacionado em frente à sua janela as palavras REX ÉS QUERIDO, e a obsessão volta a correr-lhe pelo sangue.
A Desaparecida foi levada ao cinema duas vezes, uma na Holanda (Spoorloos) e outra nos Estados Unidos (The Vanishing). Stanley Kubrick disse mesmo ao realizador George Sluizer que achava o filme holandês bem mais assustador que o seu próprio The Shining.