Premiado com diversos prémios e considerado um dos melhores livros
editados em 2014, Desmobilizados dá-nos um retrato implacável da
experiência de quem viveu a guerra — de quem por ela morreu e de
quem por ela matou.
Um soldado, habituado a alvejar cães vadios por comerem restos
humanos, regressa a casa e reaprende a vida doméstica com o próprio
cão. Outro passou o tempo no Iraque a recolher cadáveres, mas deixou na
América o corpo de quem ama. Outro ainda procura expiar a morte de
alguém sem que tenha sido responsável por ela.
Numa das mais aclamadas estreias ficcionais dos últimos anos, Phil Klay
desmultiplica a sua própria experiência militar em doze contos, numa
imensa panorâmica do combate que se trava na última década no Iraque e
no Afeganistão. Desmobilizados transporta-nos para a linha da frente da
guerra armada, mas igualmente para a luta diária das vidas de todos os
que se ofereceram em serviço pela pátria. O que testemunharam, afinal,
estes homens nos desertos do Médio Oriente?
Entre bombistas suicidas e a monótona burocracia da máquina de guerra,
Desmobilizados desmonta a mitologia da guerra heroica e dá-nos um
retrato implacável da experiência de quem viveu a guerra - de quem por
ela morreu e de quem por ela matou.